Arquivo da tag: robertinho

OneSessionDv – Missão OrDinária

A velha c0nhecida Praça Dina foi palco de mais uma sessão com Arnowdy Lanzelotti e Marcio Roberto, já veteranos do blog. Raphael Mariano os levou para um passeio pelo tradicional pico e aqui vai para vocês o que rendeu de melhor da sessão. Enquanto os OneDvagabos travam uma luta contra a rotina do trabalho e a falta de tempo, fiquem com essa bagunça ensolarada. ♣

 

           

      

    

OneSessionDv – Tremenda zueira em São Paulo

Os já conhecidos comparças de São José dos Campos badernaram mais uma vez, assim como no último post encabeçado por eles, e essa baderna rendeu ótimas sessões, como esta registrada pelas lentes do OneDv durante a fria noite e madrugada na Avenida Paulista e na tradicional Blue Square (ou para os ainda mais tradicionalistas, Praça da Ladeira), que rendeu belas manobras. Ao longo da sessão, que durou até o começo da manhã do dia seguinte, muita coisa aconteceu, desde dança em cima do lixo até nascer do sol com o rolê estourando. Confiram tamanha agitação neste apanhado de registros. ♣

Film maker e filmado

A revolução não está sendo televisionada.

Os cidadãos estavam sempre atentos ao que acontecia na sessão

Marcelo Junior com um B/S Crooked e suas rodas laranjas

Pezão nunca brinca em serviço

Arnowdy e a Paulista quase vazia na madrugada paulistana

A simplicidade é o caminho, Robertinho com um Ollie Boned

Arnowdy mostrando serviço com seu S/S Bigspin

 

                       

   

   

 

      

OneSJCDv – A Marcha

Nesta onda de marchas de tudo que há de útil e inútil, os velhos heróis resolveram marchar em direção à São José dos Campos. Uma marcha em prol de boas manobras, bons momentos e esperando o inesperado. Castigados pela chuva, no OneDvMóvel iam Leandro Furini, Raphael Mariano “Pezão” e Pedro Prado. A primeira parada foi Jacareí, onde os marcheiros apenas deram uma olhada na pista e seguiram seu trajeto, a busca por picos alternativos e algo que revolucionasse a história da raça humana começava. A segunda parada foi no tradicional Shopping Vale Sul, para uma mais que merecida refeição antes de amarrar os tênis e apertar os trucks. Pedro Prado deu um show de alimentação, devorando Milkshake, McDonalds, Pão de Queijo e o duvidoso Suco Bagaço. A parada foi breve, apenas para forrar o bucho, o melhor ainda estaria por vir.

E a brincadeira começa

A chuva castigou o OneDvMóvel

Pezão

Round 1: Milk-Shake

Round 2: McDonalds, esse foi de nocaute

Round 3: Suco Bagaço, ai a luta ficou intensa

Além da sustância, a parada no Shopping serviu também para que a marcha entrasse em contato com os já conhecidos do blog, Marcio Roberto “Robertinho”, que estava na missão de achar alguns picos épicos, e com Arnoldy Monteiro, que com o auxílio do também skatista Jean “Purê” conseguiu um palco de madeira, que foi protagonista da sessão. É importante ressaltar que a chuva continuou em São José dos Campos. Assim que se encontraram com os dois locais, e já de palquinho em mãos, percebia-se que a chuva não daria trela, então a marcha se dirigiu para um colégio público no bairro de Palmeiras, onde uma quadra suculenta estava à espera. Mas não foi tão simples assim, para poder andar , foi preciso a autorização da prefeitura da cidade, representada pelo Secretário do Centro Esportivo do Palmeiras (nada a ver com o clube de futebol) que ouviu as intenções da marcha em divulgar os skatistas do Vale do Paraíba e fazer uma matéria a respeito. Agora, amigos, as fotos lhe contarão com mais detalhes o que aconteceu no recinto.

Robertinho com um B/S Bluntslide Reverse

Pedrinho e um Nollie B/S Crooked

E para dar uma variada, um B/S Smith de Robertinho

Nollie F/S Grind Reverse do jeito mais difícil

S/S F/S 180 Grind Reverse

Arnoldy pulou o palco com um alto e embicado S/S Flip

Robertinho com um B/S Heelflip por sobre o palco

Robertinho lançou esse  S/S HeelFlip castigando o palco um pouco mais

F/S Noseblunt de Robertinho

Arnoldy já tirou um B/S 180 Fakie Nosegrind Reverse da manga

E outro mais controlado ainda

O nível ia subindo, e Arnoldy voltou com facilidade esse S/S B/S Bluntslide

Nollie Flip B/S Grind de Arnoldy

Nollie F/S Noseslide Bigspin tirado da manga

Robertinho voltou a pular o palco, mas dessa vez com um Nollie B/S Bigspin

Varial F/S Nosegrind Reverse

Robertinho lançou este S/S F/S Tailslide 270 Out

F/S Tailslide Bigspin Out correndo o palco todo

E em seguida o contrário, B/S Tailslide Bigspin Out

B/S Crooked to S/S Grind Reverse, essa não se vê sempre por ai

Pedrinho impressionou com esse Nollie HeelFlip B/S Crooked do capeta

Pezão filmando um Nollie 360flip de Robertinho na linha

Arnoldy em um dos momentos mais sublimes do skate: a remada

O tombo é inevitável

Pezão registrando o Nollie Grind de Arnoldy para fechar mais uma linha

Apenas checando

A sessão na quadrinha foi bastante intensa, deixando todos os envolvidos cansados e devidamente satisfeitos com o resultado. Uma hora teríamos que partir do local, e essa hora veio a chegar ao começo da noite, quando os heróis saíram do local, agradecidos ao Secretário de Esportes e à Jean “Purê” que foi responsável por levar o palco até a quadrinha, possibilitando tamanha aventura. Em seguinda, os marcheiros se dirigiram ao bom e velho Habib’s. Mais uma vez, Pedro Prado se mostrou um grande entusiasta da alimentação casual, e assim como ele todos apreciaram uma merecida recompensa em forma de esfihas e fogazzas.

Round 4:  A vitória merecida

Se você pensa que a sessão acabou nos domínios do Habib’s, está enganado. Próximo da residência habitada por Arnoldy Monteiro, foi flagrada uma trave alta vinda da rampa. A chuva já havia cessado, e o frio tomava conta da cidade, o aquecimento pós-esfihas não era mais tão simples, mas eis que Robertinho resolveu encarar o obstáculo. Com mais de um F/S Noseslide concluído, foi tentar um intenso F/S Smith, que infelizmente terá que ficar para a próxima matéria, tudo ao seu tempo.

F/S Noseslide de Robertinho num ângulo mais baixo

A trave era alta, e este ângulo mostra isso com clareza

Checand0 o resultado da brincadeira

E foi assim que a marcha foi concluída, a chuva apesar de ter atrapalhado mostrou aos envolvidos que um palco e uma quadra podem render uma ótima tarde. Fechando com chave de ouro na trave alta, os locais da cidade Marcio Roberto e Arnoldy Monteiro voltaram para suas devidas residências e o OneDvMóvel seguiu viagem para São Paulo novamente. ♣